Publicado em Gramática

Questão comentada do Enem: formação de palavras

Essa foi uma questão do ENEM 2010, caderno azul, 2º dia de prova.

Questão 107 ENEM 2010

Carnavália

Repique tocou

O surdo escutou

E o meu corasamborim

Cuíca gemeu, será que era meu, quando ela passou por mim?

[…]

ANTUNES, A.; BROWN, C.; MONTE, M. Tribalistas, 2002 (fragmento).

No terceiro verso, o vocábulo “corasamborim”, que é a junção coração + samba + tamborim, refere-se, ao mesmo tempo, a elementos que compõem uma escola de samba e à situação emocional em que se encontra o autor da mensagem, com o coração no ritmo da percussão.

Essa palavra corresponde a um(a)

a) estrangeirismo, uso de elementos linguísticos originados em outras línguas e representativos de outras culturas

b) neologismo, criação de novos itens linguísticos, pelos mecanismos que o sistema da língua disponibiliza.

c) gíria, que compõe uma linguagem originada em determinado grupo social e que pode vir a se disseminar em uma comunidade mais ampla.

d) regionalismo, por ser palavra característica de determinada área geográfica.

e) termo técnico, dado que designa elemento de área específica de atividade.

Comentário da questão

Há muitas formas de compor novas palavras. Essa questão do Enem pedia que se identificasse a origem do termo “corasamborim”. Algumas alternativas são facilmente eliminadas pois o próprio enunciado dá as palavras formadoras de “corasamborim”: “coração”, “samba” e “tamborim”. As três palavras são da língua portuguesa, logo, não se pode pensar que se trata de um estrangeirismo (opção A).

O estudante precisava ter um conhecimento de mundo básico para entender que o termo fora criado para a canção, e não pertence somente à fala de determinado grupo social (opção c), profissional (opção e) ou geográfico (opção d). Logo, a opção correta é a B. Trata-se de um neologismo, ou seja, uma nova palavra, criada para o contexto da canção.

Para os que ficaram curiosos, aqui vai o link da canção dos Tribalistas, grandes artistas e neologistas do Brasil:

Beijos, pessoal!

Publicado em Gramática

Questões comentadas do ENEM

Oi, gente!

Hoje eu vou comentar com vocês duas questões do ENEM.

Essas foram questões do ENEM 2009, caderno azul, 2º dia de prova. O modelo atual da prova Enem começou a ser aplicado nesse ano. Os conteúdos de Língua Estrangeira, Literatura, Gramática, Interpretação de Textos e até de Educação Física ficam divididos na prova de Linguagens, códigos e suas tecnologias em 45 questões e uma redação.

Percebe-se que a prova não pede a classificação das orações, não exige que o aluno decore conceitos; no entanto, para responder às questões, o estudante que não entender a função de orações subordinadas adverbiais condicionais e temporais, poderá se confundir na primeira questão.

Textos para as questões 96 e 97

questão 96 97

Questão 96

Os principais recursos utilizados para envolvimento e adesão do leitor à campanha institucional incluem

a) o emprego de enumeração de itens e apresentação de títulos expressivos

b) o uso de orações subordinadas condicionais e temporais.

c) o emprego de pronomes como “você” e “sua” e o uso do imperativo.

d) a construção de figuras metafóricas e o uso de repetição.

e) o fornecimento de número de telefone gratuito para contato.

Questão 97

O texto tem o objetivo de solucionar um problema social,

a) descrevendo a situação do país em relação à gripe suína.

b) alertando a população para o risco de morte pela Influenza A.

c) informando a população sobre a iminência de uma pandemia de Influenza A.

d) orientando a população sobre os sintomas da gripe suína e procedimentos para evitar a contaminação.

e) convocando toda a população para se submeter a exames de detecção da gripe suína.

Comentários:

Questão 96

O envolvimento do leitor se dá através dos pronomes pessoais referentes à 2ª pessoa (“você”) e o “sua”, referente ao você.

Perceba que no enunciado, pede-se “os principais recursos”. Logo, os títulos expressivos, o telefone gratuito para contato e o uso da repetição podem até colaborar para chamar a atenção do leitor. Mas o “envolvimento e adesão” só pode se dar se ele for chamado para o texto, o que só acontece com o pronome de tratamento “você”, o possessivo “sua” e o modo imperativo, modo de interlocução por excelência. Logo, a resposta correta é a C.

O uso de orações subordinadas condicionais e temporais só serve para modalizar as informações, dizer quando ou em que situações as coisas podem ocorrer.

Questão 97

Na questão 97, o estudante deveria ficar atento ao fato de que o texto do Ministério da Saúde deveria ser informativo e orientador da população. Em nenhum momento do texto, há “alerta” para risco de morte, citação de “pandemia” ou “exames de detecção”.

O texto é dividido em duas partes: uma que lista os sintomas e orienta a ligar para um disque epidemiologia e a outra que ensina a prevenção. Logo, a resposta mais adequada era D.

Publicado em Gramática, Ler

FIGURAS DE LINGUAGEM NO FUNK!

Era só mais um silvaDuvido que você nunca tenha ouvido “Era só mais um Silva que a estrela não brilha. Ele era funkeiro mas era pai de família.”, esse clássico do Mc Bob Rum.
O que eu duvido que você tenha percebido é este lindo eufemismo no meio da música.
“Eufemismo” é a figura de linguagem que suaviza uma mensagem. No caso, em vez de dizer várias vezes que o Silva faleceu, inventam-se formas poéticas: “a estrela não brilha” e “com sua família, ele não irá dormir”.
#SoltaOSomDj #EntendaSuaLíngua